Moodle e notificações via email

Moodle envia notificações de determinados eventos ou mensagens ao email do usuário. É importante que educadores e estudantes usuários de Moodle entendam que não podemos garantir a entrega destas mensagens. Mudanças recentes na gestão dos sistemas de email na USP enfatizam ainda mais o fato que as notificações via email devem ser vistas como complementar aos sistemas de comunicação que um Moodle fornece.

Temos três recomendações de como usar os sistemas de comunicação do Moodle de forma eficiente:

Usar fóruns para comunicação

O uso da ferramenta “Fórum” é o meio de comunicação mais adequado no Moodle. As mensagens enviadas por meio do Fórum são arquivadas e acessíveis no próprio ambiente de apoio, acessível a todos os inscritos. O Fórum de notícias (que cada ambiente de apoio novo ganha) é apropriado para avisos do Docente (por padrão, alunos não podem responder, e são notificados por email automaticamente a cada nova mensagens). Docentes e Monitores devem  acrescentar um Fórum do tipo “Geral” ao seu ambiente de apoio para discussões ou ter um fórum de dúvidas. Podem usar o modo de assinatura “automático”, para que alunos recebam notificações no seu email inicialmente, mas com a opção de desligá-las.

Usar sistema de Mensagens

Recomendamos usar o sistema de Mensagens Interno (clicando no perfil de alguém e selecionando “mandar mensagem”) somente quando é necessário se comunicar de forma privada com este usuário.

Checar regularmente a “central de comunicações” de Moodle

No central de mensagens o Moodle mostra as mensagens internas e as notificações (de mensagens no fórum, de envios de tarefas, etc.) tudo num único lugar. Para chegar lá, basta ir no bloco de Navegação, clicar em “Meu perfil” / Mensagens. No menu “Navegação da mensagem” terá acesso a contatos, conversas recentes e as notificações (que o Moodle geralmente também mande via email).

Em alguns Moodle que o Grupo ATP administra, facilitamos o acesso para o Central de Mensagens por meio de links geralmente no topo da página. No Moodle da Licenciatura em Ciências fica no “Meu AVA” (clique no “+” ao lado do seu nome):

mensagens-lic

No Moodle do Stoa o link fica no “Meu Moodle” (clique na seta laranja ao lado do seu nome)

mensagens-stoa

No tema padrão do Moodle de Extensão o acesso é direto, no topo da página:

Captura de tela de 2014-03-31 13:30:34

Detalhes técnicos

Esta quinta dia 27 os administradores de sistemas de TI da USP foram surpreendidos por uma mudança radical no serviço responsável por encaminhar os emails da USP à internet fora da USP. Agora todos os emails que estão saindo primeiro são checados por um filtro de spam e bloqueados se apresentem características de spam. Esta medida radical se tornou necessária porque o domínio usp.br estava caindo nos blacklists de email. Uma maneira de evitar que isto aconteça é filtrar os seus próprios emails antes de mandar.

Porém, a solução foi implementada apressadamente. O DTI ainda precisa entender direito como funciona seu filtro. No caso de “Senders” de alto volume como os Moodles gerenciados pelo grupo ATP, é essencial que “volume” de emails não é um sinal de spam. É possível configurar o filtro desta forma e os emails suporte@atp.usp.br e suporte@stoa.usp.br agora são cadastrados como de ‘alto volume’ corretamente. Mas, nenhum filtro é perfeito e vai ter emails bloqueados indevidamente. Por outro lado é verdade que nunca podíamos garantir que os emails chegassem no seu destino. Como disse o representante do DTI: “melhor bloquear 2% do que ser bloquado 100% pelos servidores de email lá fora”.

Finalmente, durante as investigações nestes dias foram levantados dados sobre os maiores enviadores de emails da USP. Ficamos contentes a saber que os Moodles gerenciados pelo Grupo ATP são responsável pelo maior volume de emails (aprox. 110 mil emails no mês de março), acima da Agência USP e as listas de emails da FFLCH e a Faculdade de Direito.

emails

Uma resposta para “Moodle e notificações via email”

  1. Caro Ewout,
    Novamente, p expressar meu reconhecimento pelo trabalho do ATP. Precisamos dele p mostrar à comunidade q é possível aperfeiçoar e dar mais qualidade ao nosso ensino de graduação e pós.
    Os dados do gráfico são indícios da relevância desse trabalho p toda a comunidade..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.